Vereadores de Bacabeira arquivam projeto de criação da Secretaria de Segurança

Arquivamento é uma resposta ao Chefe de Gabinete da prefeitura, pessoa que possui péssima relação institucional com os parlamentares

A Câmara Municipal da cidade de Bacabeira arquivou, na sessão ordinária desta quarta-feira (27), o Projeto de Lei nº 007/2017 que dispõe sobre a criação da Secretaria Municipal de Segurança e Cidadania, de interesse do Chefe de Gabinete da prefeitura de Bacabeira, Lucas Lindoso, mais conhecido como ‘Capitão Lucas’.

O projeto estava em tramitação na casa desde meados do mês de abril e só agora os vereadores decidiram votar a matéria, justificando ser inconstitucional.

O Relator que analisou a matéria e deu parecer pelo seu arquivamento é o vereador Dino Neto (PPS). No relatório, o parlamentar diz que segurança pública é responsabilidade do estado, e recomendou a restruturação e reorganização da Guarda Municipal, bem como a implantação do Departamento de Trânsito, órgãos que são de responsabilidade dos municípios.

Em sua análise, Dino também sugere que a prefeitura ofereça um prédio público para auxiliar a polícia militar a permanecer na cidade, já que os policiais não possuem abrigo na cidade. Também foi sugerido que a prefeitura de Bacabeira solicite junto ao governo do estado um destacamento de polícia Militar para o município, evitando assim a criação de uma pasta que só vai trazer gastos ao erário público quando o país vive um momento de crise nacional.

A Comissão de Constituição e Justiça é composta dos vereadores José Benedito, o Arrumadinho (PSDB), Dino Neto (PPS) e Joaquim Lopes, Meu Povo (DEM), Presidente, relator e membro, respectivamente.

Durante a votação em plenário, os vereadores decidiram por unanimidade o arquivamento da proposta, uma resposta dura ao Chefe de Gabinete da prefeitura, pessoa com quem os vereadores possuem péssima relação institucional.

Estiveram na sessão os vereadores Elias Teixeira Lima – Tchabal (PROS), Magno Guimarães (PPS), Dino Neto (PPS), Ademir Castro (PMDB), Vanderlan Vilaça (PSC), Kellyane Calvet (PMB), Antônio Carvalho (PCdoB), Romualdo (DEM), Vilmar (DEM), Joaquim Lopes – Meu Povo (DEM) e José Benedito – Arrumadinho (PSDB).