SES capacita técnicos para melhorar indicadores municipais

Por Jefferson Calvet
Blog Bacabeira em Foco
Técnicos dos sistemas de informação, controle vetorial e
coordenadores dos núcleos de epidemiologia e controle de doenças das 19
Unidades Regionais de Saúde (URS) estão participando esta semana, do
treinamento de noções básicas de vigilância epidemiológica, controle vetorial e
sistemas de informação.
A capacitação, que teve início na manhã desta segunda feira (19),
no Hotel Praia Mar, é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por
meio da Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças, e será
realizada até sexta-feira (23).
O secretário-adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância
em Saúde da SES, Arnaldo Muniz Garcia, disse que a capacitação é necessária
para fazer a integralização dos técnicos das regionais e nivelar o conhecimento.
“Precisamos estar capacitados para prestar o primeiro atendimento,
falar a mesma linguagem e exercemos verdadeiramente o papel de consultores do
Sistema Único de Saúde (SUS), dentro de cada unidade regional de saúde”,
explicou o secretário adjunto.
Na programação, ações de prevenção e controle da Hanseníase,
tuberculose, das leishmanioses, malária, controle da dengue, Chikungunya, Zika
Vírus, esquistossomose, vigilância de acidentes por animais peçonhentos e
Raiva. Nos dias 21 a 23, técnicos de controle vetorial terão palestras e aulas
práticas específicas no prédio de Medicina Veterinária da Universidade Estadual
do Maranhão (Uema).
A superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças, Léa
Márcia Melo da Costa, disse que os treinamentos como serão realizados
periodicamente para que exista um conhecimento maior das doenças e agravos
existentes em cada região. “Este é um momento em que estamos mostrando dados
das doenças mais frequentes e capacitando os técnicos regionais para dar maior
suporte aos municípios na melhoria dos indicadores”, disse.
A programação inclui aulas sobre promoção da saúde para redução da
morbimortalidade, redução de acidentes e violência, procedimentos e normas de
controle e uso dos medicamentos utilizados no tratamento das doenças
transmissíveis e atenção primária em saúde e sua interface com a vigilância em
saúde.
Para o agente de Saúde Pública e Controle Vetorial da Regional de
Saúde de Imperatriz, José Orlando Nascimento Cavalcante, é importante traçar
metas para que a saúde seja de acordo com as normas do Sistema Único de Saúde
(SUS). “A integralidade entre atenção básica e a vigilância em saúde é
fundamental para que os municípios possam aumentar suas coberturas de saúde”.

Informações e
vídeos podem ser enviados ao Blog Bacabeira em Foco através do
e-mail:
bacabeiraemfoco@hotmail.com ou pelo Whatsapp (98) 9965-0206