Detentos participam de projeto de ressocialização em Rosário

Internos recebem
capacitação profissional e tem acesso a educação de qualidade.
Por Jefferson Calvet
Blog Bacabeira em Foco
Segundo os internos da Unidade Prisional de Rosário
-UPR, depois que entra na prisão não existe esperança em mais nada. Mas, alguns
contaram que passaram a enxergar a vida de outra forma, depois que começaram a
integrar um projeto de ressocialização que lhes oferecem oportunidades de
estudos, e ainda desenvolverem suas habilidades com o artesanato e o cultivo de
hortaliças.
Iniciado em 2014, o projeto é resultado de parceria
da Sejap e a Prefeitura de Rosário, além de ser pioneiro no Maranhão. O projeto
tem o objetivo de ocupar o tempo ocioso dos internos, levando-os a desenvolver
atividades produtivas e construtivas para vida de cada um deles.
Cerca de 47% dos internos desenvolve o
trabalho de artesanato, cultivo de hortaliças e se dedicam aos estudos na
Unidade Prisional de Rosário.
Iniciativas como essa, demonstra a preocupação da
atual administração que dar apoio e oferece estrutura de qualidade. Além disso,
valoriza e dar importância a ações como essas voltadas ao sistema, tendo em
vista a pessoa do preso contribuindo para a reinserção social da pessoa privada
de liberdade.
Atualmente 30 internos já foram beneficiados com o
Programa Brasil Alfabetizado, fazendo a diferença com ações de ressocialização,
onde quebra o ócio, ocupa e valoriza os internos e resgata da vida do crime.
Projetos como este objetiva cumprir com o papel social de ofertar educação,
dando oportunidade e buscando a inclusão social dos mesmos.
 A oficina de artesanato é uma iniciativa de
um dos internos e a horta é cultivada pelos internos que, diariamente, fazem a
manutenção e cultivo das hortaliças entre outros que são colhidas e consumidas
por internos e servidores da unidade prisional. 

Atualmente são 17 internos matriculados no ensino de jovens e adultos – EJA,
onde as aulas acontecem diariamente das segundas as sextas-feiras, no período
vespertino, e são oferecidas as disciplinas de Português, Matemática, Geografia
e História. Além disso, a administração municipal aplicou uma estrutura de
qualidade, com sala de aula adequada, carteiras escolares, material didático e
professor treinado para desenvolver esse trabalho. 
Preocupada com o bem estar da população, a prefeitura
de Rosário também desenvolve outros projetos de inclusão social, entre eles a
Casa Acolhedora, um espaço que oferece tratamento a pacientes em situação de
abandono causada por álcool e outros entorpecentes, e o CAIPIR – Centro de
Atenção ao Idoso de Rosário.
(Da assessoria)

Informações e vídeos podem ser
enviados ao Blog Bacabeira em Foco através do e-mail:
bacabeiraemfoco@hotmail.com ou pelo
WhatSapp 
(98) 9965-0206