China acaba com a política do filho único e permite 2 crianças por casal

Do G1
A China anunciou nesta quinta-feira
(29) o fim da política do filho único, permitindo que agora cada casal tenha
até dois filhos, segundo a agência local “Xinhua”.
O anúncio foi feito na reunião
anual do Partido Comunista da China. Todos os
casais do país poderão agora ter dois filhos, uma reforma que põe fim a mais de
30 anos da controvertida política que limitava os nascimentos no país.
A mudança representa uma grande
liberalização nas restrições de planejamento familiar do país, que foram
aliviadas inicialmente em 2013, quando Pequim informou que iria permitir que
milhões de famílias tivessem dois filhos, após décadas de uma política de filho
único.
A reforma é um novo passo nas
reformas demográficas chinesas, que começaram em 2013, quando foram ampliadas
as exceções na política do filho único. Na época, o governo passou a permitir
que casais em que pelo menos um dos pais era filho único poderiam ter dois
filhos.
Até então, a lei chinesa proibia
que os casais tivessem mais de um filho. No entanto, existiam até agora
exceções para os casais compostos por dois filhos únicos, para as minorias
étnicas e para os casais rurais que tiveram primeiro uma filha.
Esta modificação das regras de
planejamento familiar está destinada a frear o envelhecimento da população
chinesa, quando o índice de fecundação no país, de 1,5 filhos por mulher, é
muito inferior ao nível que garante a renovação geracional.

Informações e vídeos podem
ser enviados ao Blog Bacabeira em Foco através do e-mail:
bacabeiraemfoco@hotmail.com ou pelo Whatsapp (98) 9965-0206