Assembléia de Deus realizará confraternização de Mocidade neste final de semana em Rosário

cats

A confraternização da União de Mocidade da Assembléia de Deus em Rosário – UMADER acontecerá nos dias 12 e 13 de novembro, no clube de eventos Lava Jato Vila Pereira, no bairro Vila Pereira, em Rosário.

O tema da confraternização será: “Em meus passos, a que Jesus faria?”, com a participações do Pastor Samuel Procópio, além da Banda Filho de Hedrom e Wellida Leal.

Delegado Márcio de Moraes cria projeto que ajuda na ressocialização de presos em Bacabeira

0e46107c-a584-4d2c-8331-bbf8d049d334O Delegado de Polícia Civil da cidade de Bacabeira, Dr. Márcio de Moraes, inovou e criou o projeto “Ressocialização, Leitura e Artesanato” que ajuda na recuperação de presos e encarcerados da delegacia pela qual trabalha e devolve à sociedade.

O projeto iniciará na próxima semana com um momento reservado somente à leitura e artesanato. Inicialmente, o próprio delegado Márcio, que também é educador, fará o acompanhamento total do projeto. No entanto, ele espera contar com parcerias de voluntários para ajudar na alfabetização de detentos que não sabem ler e escrever. Para Dr. Márcio, esse será o primeiro passo para a ressocialização de muitos presos.

354154cf-d722-4e4b-a0e9-87a2ac88c6caSegundo o delegado, conforme recomendação do Conselho Nacional de Justiça – CNJ os presos apenas em regime fechado ou semi-aberto podem remir parte da pena pelo trabalho e educação nos termos da Lei 7.210/84 – LEP. Por isso, ele comunicou a Justiça, o Ministério Público e a Defensoria Pública da Comarca de Rosário da realização do projeto, para que viabilizem a remição de pena dos presos de Justiça e apenados mediante a execução do projeto.                          

A princípio ele iniciou o projeto com uma palestra com familiares e encarcerados, justamente para apresentar todo objetivo do trabalho.                       

Os familiares presentes aprovaram a ideia e incentivaram, durante a palestra, o bom comportamento carcerário dos presos para que mantenha a eficácia e o sucesso do projeto, que é inovador nas delegacias do Maranhão.

O Blog Jefferson Calvet parabeniza o Delegado de polícia da cidade de Bacabeira e se solidariza em parceria com o projeto que é de grande envergadura.

Igrejas e profissionais da educação podem participar do projeto

Igreja Batista realizará VI Encontrão de jovens em Bacabeira

14117820_1156756107678449_7183824126036495302_nA Primeira Igreja Batista (PIB) dirigida pelo reverendo Pr. Gilson moreira, estará realizando neste final de semana, mas um Encontrão de Jovens Batista da cidade de Bacabeira.

Com o tema “Coração Temente, Servo Obediente”, esse já é o VI encontro de jovens já realizado na Igreja Batista. A festa terá início na próxima sexta-feira, 14, e terminará no domingo, 16, no templo localizado na Rua da Paz.

O investimento para quem desejar participar é de apenas R$ 35, e pode ser pago na secretaria da igreja. 

6º Congresso de Jovens da Assembléia de Deus Fogo Santo, em Rosário

13817013_169932813417715_1548063402_nA igreja Assembleia de Deus Fogo Santo, na cidade de Rosário, estará realizando neste sábado e domingo, 23 e 24 de julho, respectivamente, o seu 6º Congresso de Jovens, que contará com a participação das cantoras Branda, Loide e Grazi Montalvani, ex-vocalista da Banda Elo. Além da presença confirmada dos pastores João Filho, Júlio Rosa e José Ribamar.

A Assembléia de Deus Fogo Santo fica localizada na Rua Henrique Rocha, no centro da cidade de Rosário.

Participe!

Sande Moraes entrevista cantora brasileira que conquistou a França

x-82Anna Torres, cantora e compositora, uma maranhense natural da cidade de Lago da Pedra, filha do pecuarista Baixada e Dona Maria. Anna viveu em sua terra natal até aos 14 anos de idade, onde concluiu os primeiros anos de escola, em seguida mudou-se para  a capital do Estado, São Luis.

Quando ainda criança, na cidade de Lago da Pedra (MA),Anna, participou dos Shows de Calouros que eram realizados nas tardes de domingo no Clube da Cidade, com a participação de Bandas Locais, uma iniciativa da Professora e Jornalista Sande Moraes com o objetivo de despertar talentos e promover o lazer saudável de crianças, adolescente e jovens da cidade.

Foi aí que Anna Torres pela primeira vez pisou em um palco, onde mostrou talento e dom pela música, daí… a experiência a levou trilhar um grande caminho, rumo ao sucesso. O que não imaginávamos, é que aquela criança de voz firme e segura se tornaria uma cantora internacionalmente conhecida, conquistando um grande espaço no cenário da música universal. Uma brasileira que mistura jazz, samba e funk com a música tradicional do Nordeste Brasileiro, com muita harmonia e swing.

Anna Torres é casada  tem uma filha, mora na França e divide a tarefa de mãe com a arte de cantar. A sua simplicidade é tão forte  e bela, quanto a sua voz cativante e original, que a fez uma estrela Brasileira, a brilhar em Paris.

E em conversa comigo, (Jornalista Sande Moraes), via “on line,” concedeu com exclusividade uma entrevista, já falando do seu novo trabalho e sua vinda ao Brasil ainda em 2016.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

SANDE MORAES – Conte-nos sobre a sua trajetória, sair de Lago da pedra, interior do Maranhão e chegar ao palco em Paris?

ANNA TORRES – Quando eu sai de Lago da Pedra eu tinha apenas 14 anos, isso jà faz um bom tempo rs rs rs, mas ele nunca saiu de mim. E tenho muito cuidado para que isso nunca aconteça. Pois é isso que faz a minha força. Sempre que tenho algum desafio na vida, faço uma alto reflexão, e começo a pensar de onde eu vim, as minhas origens e em tudo que jà passei. Lembro das pessoas fortes que tive a chance de conhecer por lá, e isso me dar uma força incrivel.

SANDE MORAES – O que você chama de “dificuldade” para alcançar o sucesso, na sua carreira?

ANNA TORRES – Começar, o começo foi realmente muito difícil, não que hoje seja fácil.

SANDE MORAES – Você contou com o apoio de alguém, do maranhão no início?                        

ANNA TORRES – Sim, sempre tive muitas portas fechadas no inicio da minha carreira, mas faço questão de lembrar de amigos que me deram a mão, não posso nem nominar, para não cair no erro de esquecer alguém. 

SANDE MORAES – Como você chegou á França?

ANNA TORRES –Vim pra lançar o meu primeiro CD “Essencia de Ser”, foi quando conheci meu marido.Tenho 16 anos de França e 13 anos radicada. O que mais me impressionou quando vim pela primeira vez à Paris, foi o interesse dos franceses pelo novo. A abertura que eles tinham pela musica estrangeira. As pessoas quando vinham me cumprimentar pelo show, em primeiro lugar, me agradeciam pela minha musica. Foi o que me incentivou a continuar compondo. Nunca me senti tão confortável cantando as minhas próprias  musicas.

SANDE MORAES – Qual a primeira música que a levou à mídia,  e que você se tornou conhecida lá fora?

ANNA TORRES – Foi uma musica que compus com Chico Poeta que se chama LIBERDADE, tudo a vê com o sentimento que me invadiu quando vim pela primeira vez à Paris. Mas o grande sucesso mesmo foi Pedida Perfeita que gravei com Flavel e Neto em 2013, esse eu zapiava de canal e o nosso clip, estava em todos os canais, sucesso em vários países francofônicos, e da Europa. As pessoas me paravam pra pedir autografo na rua. E cantei no Reveillon de duas grandes TV’s francesas muito importantes, a France 2 e France Ô.

SANDE MORAES – O que é para você, ser uma estrela da música brasileira, maranhense, lagopedrense e hoje, através da sua música, conquistar espaço em outros países?

ANNA TORRES Sempre tive uma vida de batalha, nada nunca caiu do céu para mim. Sempre fui uma pessoa ativa e que foi em busca dos seus objetivos. Mas não posso deixar de agradecer à Deus esse “tour” de 360 graus que deu a minha vida, a parti do momento que conheci a França. Posso me considerar uma pessoa privilegiada. 

SANDE MORAES – Seu mais novo trabalho “Angela”, como surgiu? E porque Angela?

ANNA TORRES – Quando vim pela primeira vez à Paris em 2000, essa musica era o grande sucesso do verão francês, o “TUBE DE L’ÉTÉ”, eu adorei e voltando pro Brasil, resolvi fazer uma adaptação, mas mudando um pouco a historia da personagem que na musica original do Saian Supa Crew era uma “safadinha”, e na minha versão ANGELA é uma heroína anônima, como muitas que encontramos no nosso dia à dia.

SANDE MORAES – O que você espera do público em relação a este novo trabalho?

ANNA TORRES – Ah! Espero que gostem. Pois foi feita com todo o meu sentimento e dedicação.

SANDE MORAES – O lançamento desse novo álbum, será agora na França e no Brasil? quais as cidades possivelmente, que você vai estar presente?

ANNA TORRES – Farei shows aqui em Paris dias 8, 16 e 22 de julho, em agosto tiro férias, e em setembro tenho shows na França, Suiça, e dia 28 de outubro farei um show no Teatro Arthur Azevedo em São Luis do Maranhão.

SANDE MORAES – O nosso país, o Brasil, tem vivido uma crise econômica e de escândalos na política, como tudo isso reflete, na sua visão de brasileira? O que você diria neste momento aos conterrâneos?

 ANNA TORRES  Isso tudo me causa muita indignação, que falta de seriedade e de amor pelo Brasil. As pessoas tem que se organizarem melhor, propor ideias, se manifestar, e lutar por um pais melhor. O Brasil tem tudo pra ser um grande país, não somente em extensão, em território, mas em qualidade de vida, basta somente as pessoas se unirem. Numa esqueça que a união faz a força!

Anna Torres chegou a dividir o palco, com muitos outros cantores e compositores de renome nacional e internacional, como, Cauby Peixoto, Gilberto Gil, Ibrahin Ferrer, Alcione, entre outros.

MPF pede que Suzano interrompa desmatamento do cerrado maranhense

A expansão dos plantios de eucalipto feita pela empresa de papel e celulose está causando problemas ambientais e sociais na região do Baixo Parnaíba maranhense

suzanoO Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação contra o Estado do Maranhão, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a empresa Suzano Papel e Celulose S.A. por conta dos impactos causados pela expansão dos plantios de eucalipto na região do Baixo Parnaíba maranhense, com autorização da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema). Os municípios afetados são Santa Quitéria do Maranhão, Urbano Santos e Mata Roma.

O MPF/MA tomou conhecimento dos problemas socioambientais provocados pela Suzano por meio de pesquisa encaminhada por um programa de pós-graduação. A pesquisa mostra que a atuação da empresa estaria prejudicando o modo de vida e a economia de comunidades tradicionais da região por conta da intervenção ambiental descontrolada, que alterou significativamente o cenário local.

Alguns dos impactos causados pelo empreendimento agrícola são o desmatamento da vegetação nativa, ocasionando a escassez de frutas, plantas medicinais, madeira e caça, e a contaminação dos recursos hídricos pela utilização de agrotóxicos em larga escala. Os agrotóxicos estariam contribuindo também para o aparecimento de doenças respiratórias e de pele em crianças. Outro problema apontado é o consumo de água em grande quantidade por parte da empresa, provocando, assim, o esgotamento de lagoas e causando redução na vazão de cursos d’água.

Segundo o MPF/MA, o Estado foi omisso, pois cabia à Sema não somente a responsabilidade de expedir a licença ambiental para o empreendimento da Suzano, como também monitorar suas atividades e propor ajustes quando necessário. Diante da omissão da Secretaria, o MPF solicitou ao Ibama que realizasse análises técnicas no local, mas, apesar de ter constatado as irregularidades, limitou-se a afirmar que a análise seria de competência apenas do órgão estadual que emitiu a licença, já que ele dispunha dos documentos e estudos ambientais necessários à compreensão da realidade.

De acordo com o procurador Alexandre Soares, autor da ação, “o Ibama possui o dever institucional de coibir abusos e danos ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, vez que se trata de órgão executor da Política Nacional do Meio Ambiente”, conforme entendimento do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Na ação, pede-se liminarmente que a Suzano seja obrigada a interromper a expansão e implantação de florestas de eucalipto na região do Baixo Parnaíba no prazo de 72 horas, sob pena de multa e ressalvada a manutenção dos plantios já existentes. O MPF/MA quer ainda que o Estado e o Ibama acompanhem e fiscalizem efetivamente a execução da medida restritiva. Em caso de descumprimento, requer-se que o Estado suspenda a licença para operação concedida ao empreendimento.

Desprovida de segurança, população de Bacabeira é refém da criminalidade

O prefeito Alan Linhares (PCdoB) havia prometido mediar uma audiência pública com o secretário de segurança pública do estado que, estranhamente, nunca aconteceu.

motoqueiro-armadoDesprovida absolutamente de segurança pública, a cidade e a população de Bacabeira vive preocupada com os altos índices de criminalidades, o que os torna refém de bandidos e trombadinhas.

A prática de assaltos a mão armada praticadas sempre por motociclistas só vem aumentando a cada dia na cidade. Só durante este mês de junho, data de realizações de arraiais juninos, dezenas de pessoas sofreram ameaça a vida e tiveram bens roubados em Bacabeira.

Na noite desta quarta-feira, 22, nem igreja foi respeitada. Dois assaltantes utilizando de uma moto tipo Pop-100, de cor preta, assaltaram um rapaz evangélico na porta de sua igreja quando chegava para o culto. Essa ocorrência aconteceu na avenida Carlos Macieira, no bairro Cidade Nova, aproximadamente às 19:30h.

Segundo a vítima, o garoupa se aproximou, sacou um revólver e colocou sob o seu peito obrigando-o a entregar o celular.

Felizmente ninguém se feriu, mas é um risco que cada um corre.

Infelizmente, a cidade de Bacabeira tem sido alvo fácil desse tipo de delito, e tudo pode estar associado a falta de compromisso dos governantes, tanto municipal quanto estadual.

Em dezembro do ano passado um jovem cheio de saúde acabou perdendo a vida justamente pela falta de gestão pública na área de segurança. Até hoje os criminosos estão soltos e a família do jovem Wesley Torres sem nenhuma resposta.

Após esse crime que chocou toda a cidade, a população foi às ruas para protestar e cobrar segurança ao prefeito Alan Linhares (PCdoB), que prometeu mediar uma audiência pública com o secretário de segurança pública do estado, Dr. Jefferson Portela que, estranhamente, nunca aconteceu.

Até hoje ninguém explica, nem mesmo o prefeito Alan Linhares, por que essa audiência não foi realizada na cidade de Bacabeira, já que foi um clamor popular e ele se julga tão preocupado com a população.

Será que foi medo de ser pressionado pela população na frente do secretário de Flávio Dino?

Essa é uma pergunta que não calará…

Enquanto isso os moradores da cidade estão colocando a própria vida em risco por falta de um direito adquirido violado.

É brincadeira!

MPF quer garantir travessia segura para pedestres na BR-135

A falta de condições de segurança adequadas para travessia da rodovia, único acesso terrestre à capital São Luís, traz riscos a comunidades quilombolas e moradores de bairros próximos à entrada da cidade

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação contra o Estado do Maranhão e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em decorrência da falta de condições adequadas para a travessia de pedestres em diversos trechos da BR-135, único acesso terrestre à capital São Luís (MA). O problema afeta moradores de bairros vizinhos à entrada da capital e comunidades remanescentes de quilombos que residem nos municípios de Itapecuru-Mirim e Santa Rita, nas proximidades da rodovia.

Em 2012, o MPF/MA foi procurado por representantes da Associação Rural Comunitária dos Remanescentes de Quilombo do Povoado Pedreiras (ARCRQP-Quilombo de Pedreiras), que denunciaram prejuízos causados aos seus integrantes por vários empreendimentos nas proximidades da comunidade, incluindo a obra de duplicação da BR-135. Com o objetivo de apurar as denúncias feitas pela Associação, foram realizadas vistorias técnicas no local.

De acordo com relatório elaborado por analistas periciais da Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA), “a duplicação da rodovia está sendo feita à revelia da comunidade e o principal problema enfrentado por eles é a falta de condições de travessia. Por isso, reivindicam faixas de pedestres, sinais de trânsito ou viadutos para pedestres”.

Instado a se manifestar, o Dnit listou algumas medidas para conter o problema, mas a baixa implementação de mecanismos de segurança, defeitos nos que já existem e a não alocação de equipamentos em todas as localidades afetadas são fatores que contribuem para a falta de segurança na via pública.

Segundo o MPF/MA, “as reclamações dos moradores são claras e diretas e poderiam ser aferidas facilmente pelos órgãos públicos envolvidos. No entanto, ao se verificar as licenças ambientais expedidas pela Sema [Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais], observa-se que elas são omissas ao identificar o problema”.

Na ação, o MPF/MA pede que o Estado do Maranhão seja obrigado a exigir do Dnit a apresentação de Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental que sirva de base para a elaboração de um projeto de engenharia que aponte soluções de transposição da BR-135, do trecho que vai da ilha de São Luís até o município de Santa Rita, e que supervisione a implementação das medidas indicadas no projeto.

O MPF quer ainda que o Dnit apresente o Estudo de Viabilidade à Sema no prazo de 90 dias e que execute, em até 12 meses, as providências necessárias à travessia segura na BR-135 previstas no projeto de engenharia a ser desenvolvido com base no estudo. As medidas devem considerar a situação das várias comunidades, bairros e povoados adjacentes à rodovia, consultando-se, inclusive, os moradores afetados.

Tite é o novo técnico da Seleção Brasileira

titeTite é o novo técnico da seleção brasileira. Gaúcho de Caxias do Sul, ele recebeu a missão de substituir Dunga, demitido após vexame na Copa América do Centenário.

A confirmação foi de Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira, 15, em São Paulo. Poucas horas depois, em um comunicado oficial, a CBF afirmou que os detalhes serão resolvidos nesta quinta-feira, 16, para a contratação do treinador.

– “Tite a partir deste momento não trabalha mais conosco. Ele aceitou o convite da CBF. Hoje à tarde foi o último treino dele. No jogo de amanhã ele não dirige mais o time. Junto com ele saem Cleber Xavier, Matheus e Edu Gaspar”. Declarou o presidente.

Tite assumirá uma seleção brasileira em crise profunda. Além de ser eliminado de forma vexatória do torneio nos Estados Unidos, está fora da zona de classificação para a Copa do Mundo de 2018, e tem uma Olimpíada em casa daqui a menos de dois meses – o responsável pela busca da inédita medalha de ouro será Rogério Micale, Confirmado hoje pela CBF como treinador olímpico.