A constrangedora situação de Gil Cutrim

Por Robert Lobato
É nada confortável a situação do prefeito de São José de Ribamar,
Gil Cutrim (PDT). Aliás, a situação é constrangedora.
Gil é irmão do deputado estadual Glaubert Cutrim, ambos filhos do conselheiro
e ex-presidente do TCE-MA, Edimar Cutrim.
Por decisão da Justiça, Cutrim foi condenado à
perda do mandato e consequente suspensão dos direitos políticos pelo prazo de
cinco anos. Além da punição judicial, o prefeito foi ainda atingindo na parte mais
sensível do corpo humano: O bolso.
Isso porque Gil Cutrim também foi condenado ao
pagamento de uma multa no valor de 50 vezes o último ordenado recebido no
cargo. E mais: O alcaide ribamarense está proibido de contratar com o Poder
Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente
pelos próximos três anos.
As sanções judiciais estão sustentadas na Lei
nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa) e foram assinadas pelo juiz
Jamil Aguiar da Silva, que acolheu Ação Civil Pública por improbidade
administrativa proposta pela promotora de justiça Elisabeth Albuquerque de
Sousa Mendonça, titular da 1ª Promotoria de Justiça Cível da Comarca de São
José de Ribamar.
Entre as irregularidades cometidas por Gil Cutrim está a criação, pela Lei Municipal nº 962/12, de cargos comissionados que
não possuem atribuições de direção, chefia ou assessoramento, a contratação de
pessoal sem respaldo legal, além de outras coisas mais.

Não bastasse o desconforto enquanto
prefeito de uma das maiores cidades maranhenses, o prefeito Gil Cutrim é
presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (FAMEM), que no próximo dia
29 deste mês promove a I
Marcha Municipalista do Maranhão,
cujo objetivo é mobilizar os gestores Maranhenses em defesa da pauta municipalista, em
especial atinentes às demandas Estaduais
.
Portanto, Gil Cutrim terá que enfrentar o
constrangimento de conduzir os trabalhos da FAMEM na condição de
“prefeito cassado”. E na presença de 216 prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e do
governador Flávio Dino…

Informações e vídeos podem
ser enviados ao Blog Bacabeira em Foco através do e-mail:
bacabeiraemfoco@hotmail.com ou pelo Whatsapp (98) 9965-0206